EXISTE MESMO O SEIO DE ABRAÃO? ONDE AGUARDAMOS COM OS SANTOS O ARREBATAMENTO? O INFERNO É ETERNO OU NÃO?


Bom, essas são algumas das muitas dúvidas que eu venho recebendo dos meus leitores interessados pela Bíblia como eu. Eu tive muito essas dúvidas, mas graças a Deus com muitos estudos, muitas Escolas Dominicais e com muita ajuda do Espírito Santo adquirimos conhecimentos a cerca destes assuntos tão interessantes. Muitos acham desnecessário, mas é algo crucial para nossas vidas conhecer sobre o Arrebatamento, o inferno, a morada eterna, o milênio e uma série de outras coisas que a Bíblia nos esclarece mas muitas seitas quer deturpar esses conhecimentos nos fazendo assim, nos desviar do verdadeiro caminho para Cristo, o verdadeiro Cristo. Por isso que a própria Palavra de Deus adverte que "O povo perece por falta de conhecimento" (Oséias 4.6).

Bom, temos uma preocupação extrema com respeito a vida após a morte. O que os mortos ficam fazendo quando morrem? Eles dormem. Quando a Bíblia fala da dormência, não fala da dormência da alma, e sim do corpo. Pois o pregador de Eclesiastes sempre parafraseia a questão "Vi ainda debaixo do sol" em todo seu escrito, porque ele afirma e fala das coisas que ele observou na terra e não no campo espiritual. Quando fala a cerca de mortos, o pregador afirma: "Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco têm eles daí em diante recompensa; porque a sua memória ficou entregue ao esquecimento" (Eclesiastes 9.5). Olha que o pregador fala de matéria, corpo vivo e corpo morto. 

Um corpo morto, não pensa, não anda, não fala, não faz nada, pois esse corpo morreu, ou está dormindo. E quando o verso em apreço fala de memória, não fala da consciência d a alma do indivíduo, mas fala das lembranças das coisas que o morto fez em vida. Tudo fica no esquecimento, mas a consciência após a morte fica lucida. 

Todos os teólogos sabem que a morte não é um espírito, não é um demônio, como muitos que passam pela quase morte dizem ter visto; todos sabem que a morte é um estado de separação do corpo com a alma/espírito. É tão tal que a Palavra de Deus é clara em mostrar essa situação de separação: "o pó volte para a terra como o era, e o espírito volte a Deus que o deu" (Eclesiastes 12.7). 

Quando a Bíblia fala que o “corpo-espírito” ou “corpo-alma” (pneumossoma ou psicossoma) volta a Deus que o deu, diz que Deus é quem tem o controle e é encarregado de colocar tudo no seu devido lugar ou para o seio de Abraão, ou para o Hades conforme Lucas 16.19-31.

Mas existe mesmo um seio de Abraão? Sim, existe! Mas vamos entender o que Jesus quis dizer com respeito de Seio de Abraão. Jesus ressalta os justos como que fossem para o seio de Abraão porque essas pessoas caminharam no mesmo rumo de uma vida justa como a de Abraão. Certo que antes de Abraão existir já houve muitos que morreram, e foram para o paraíso, que é onde as pessoas justas vão, mas Deus nomeou o lugar de Seio de Abraão, porque lá estão as pessoas justas como abraão foi. 

Tem até pessoas que brincam com coisa séria, dizendo que o seio de Abraão é muito pequeno para acolher tanta gente. Mas tudo está no sentido figurado; como falamos quando alguém adentra á uma família: "Mais um para o seio da nossa família, um genro maravilhoso", diz uma sogra. Então seio, é um  determinado grupo na qual Jesus nomeou. 

Então, Deus faz uma separação, lugares diferentes para almas que se separaram de seus corpos, irem aguardar o Arrebatamento, a sua vinda. O corpo é quem dorme na sepultura, porque não tem vida, não se movimenta, não faz nada, o corpo, e não a alma. Se a alma dormisse junto ao corpo, como ficaria a alma de uma pessoa que foi cremada e suas cinzas jogadas ao mar? E como explicar a saída da alma do menino em 1 Reis 17.22 que diz: "O SENHOR atendeu à voz de Elias; e a alma do menino tornou a entrar nele, e reviveu"? 

Vemos claramente a separação da alma e do corpo na morte que na citação do Juizo final, João nos ressalta claramente que na ressurreição Deus fará se juntar alma, corpo e espírito. Em Apocalipse 20.13 -14 nos mostra onde as almas dos injustos vão e de onde sairão para se apresentarem no dia do Juizo final: "inferno” no verso é hades, também empregado de forma metonímica. A “morte” dará o corpo. E o “Hades”, a parte que não está neste mundo físico, isto é, a alma (na verdade, alma + espírito).

Interessante também que em Deuteronômio 31.16 Deus predisse que Moisés, em breve, estaria “dormindo” com seus pais.  No entanto, ele aparece, transfigurado, no Monte da Transfiguração conforme Marco 9.4. Mesmos os adventistas defendendo a tese de que Moisés ressuscitou para subir ao céu, pois não poderia ser transfigurado se não tivesse ressuscitado, pois não creem na consciência da alma após a morte, não poderiam sustentar tal doutrina, pois se Deus disse que ele estaria dormindo com seus pais, então Deus mentiu, pois seu corpo não foi encontrado por ocasião de uma ressurreição. Vai entender.

Acontece que temos um lugar para irmos (Ec 3.20) e que a morte é apenas uma ocasião de separação de um estado para outro. Os Justo irão se juntar com os justos para aguardarem o arrebatamento, e isso é o paraíso (não no céu pleno), assim os ímpios irão se juntar com outros ímpios para aguardarem a condenação eterna. A separação do Joio e do Trigo começa no juízo que se dar após a morte conforme Hebreus 9.27 "E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo" e não o juízo final; esse juízo é o que Eclesiastes diz que o Espírito volta a Deus, pra quê? Pra ele julgar e encaminhar com justiça o pressuposto da condenação em que o indivíduo escolheu, se é o paraíso ou inferno (hades).

O Hades não é o lago de fogo, pois o Hades não é um inferno eterno, mas o lago de fogo, na qual o Hades, conforme Apocalipes 20.13-14, será lançado no inferno eterno que é o Geena, o lago de fogo eterno. Mas será eterno mesmo, senão o próprio Jesus e a Palavra de Deus estariam mentindo. Pois Jesus disse que o inferno de fogo seria eterno assim como o céu, conforme Mateus 25.14 / Marcos 9.48 / Lucas 12.4-5 e uma série de outros fatores que comprova, nos evangelhos  palavras do próprio Jesus a cerca do inferno e sua eternidade. Você verá Jesus falando mais sobre o inferno do que até mesmo do próprio céu.

É uma falta de segurança muito grande uma pessoa acreditar que o inferno não existe, ou que o inferno é algo passageiro, pois os que pensam assim não tem e nem querem que as outras pessoas tenham convicções a respeito dos preceitos duros, porém de amor, do próprio Deus. Muitos que pensam que o inferno não existe, ou que ele não é eterno adverte pra si mesmo a falácia mais sem noção que eu já vi um sectário dizer: "Será que o Deus de amor, de misericórdia, jogaria uma criatura que ele morreu por ela no inferno para ficar sofrendo por toda a eternidade?" 

A Bíblia mesmo responde essa pergunta, não apresentarei versículo isolado, mas se você ler sua Bíblia de Gênesis a Apocalipse, você jamais verá Deus lançando uma pessoa sequer no inferno. Em toda a Bíblia você só ver o desespero de Deus em advertir as pessoas para o grande perigo que elas correm o risco de entrar se cado não se voltar para Deus. O que mais vemos é Deus falando a cerda do inferno, do fogo, da eternidade, da salvação, da santificação, do despertamento, de abris os olhos, os ouvidos para que as pessoas entendessem que há uma eternidade a ser vivida, a da vida eterna ou a do sofrimento e vergonha eterna como vemos em Daniel 12.2. Isso não foi uma invenção da igreja católica pelo desespero de ganhar dinheiro metendo medo nas pessoas, isso é uma realidade de Deus pelo desespero de ter perto de si almas para seu reino.

Então no caso, quem lançará no lago de fogo eterno, conforme Apocalipse 20.15, não será Deus, pois ele não é citado fazendo isso. Mas o que lançará as pessoas no inferno eterno, são seus próprios pecados, na qual os próprios indivíduos escolherem viver, mesmo debaixo de todo o desespero de Deus com suas advertências e comunicações a cerca do que realmente aconteceria. É muita falta de convicção de fé não crer num lago de fogo eterno. "Claro porque tenho que acreditar que o inferno não é eterno, porque vai que eu não me salve? Aí eu sofrerei um pouquinho e tudo ficará bem, tudo passara e serei aniquilado..." É assim que os sectários pensam. Vamos ter cuidado irmãos. Vamos ter nossas convicções firmes e certas, porque chances só teremos essa, que é uma única vida para decidirmos com que ficaremos na eternidade, se é com Deus em sua plenitude ou com Satanás no lago de fogo eterno (Apocalipse 20.10). A escolha é sua.

Na Paz em Cristo a Todos.

Neymarques Feitosa. 

Comentários

  1. Muito esclarecedor! Parabéns pelo riquíssimo blog.
    Tenho um blog cristão: www.missaonolar.blogspot.com. Gostaria de fazer parceria. Já lhe add e coloquei-o como meus favoritos..

    ResponderExcluir

Postar um comentário