AMOR INCONDICIONAL



A realidades dos fatos estão a todo vapor, a toda prova e a amostra para os que estão vendo e até mesmo para os que querem fingir que não ver, porém não há como esconder esse falacioso conceito de vida como sendo um estilo de vida legal e eficaz para qualquer familia. Quanto engano!

Eu estava assistindo o Profissão Reporter, um programa da reportagem de uma emissora de TV nesta Terça - feira 11/05/2010. A reportagem era "sinistra", abordaria sobre os estilos de vida que os pais de um homossexual vivem. Primeiro a reportagem começou com uma mãe que tem um filho gay na familia, ela retrata que é o filho que ela mais ama, quantos os demais que ela, tem ela não se preocupa por que tem as noras quem cuida; só que tem um detalhe, o filho que ela tanto ama não está junto dela, mora nos Estados Unidos. Essa é uma pergunta muito crucial de ser respondida: Por que que a maioria dos filhos gays sempre querem sair do alcance dos pais mesmo sabendo que seus pais já o aceitam da forma que é? Uma coisa é certa, nenhum pai nem mãe gostariam que seus fihos fossem gay, lésbica. Assintindo o programa vimos pais alegres e satisfeitos com seus filhos mesmo eles sendo homossexuais. Porém se esses pais tivessem o poder supremo de reverter a situação e transformar seus filhos homossexuais em héteros, concerteza. Digo sem medo de errar. Poque os proprios adolescentes entrevistados na reportagem diziam que se eles pudessem escolher entre ser gay e ser hétero, obviamente eles escolheria ser hétero, por que é algo grave de se levar, é uma vida lastimável.

O que mais me impressionou nesta reportagem foi o amor. É como a reporter enfatizou, o amor é maior que o preconceito e isso é biblico: 1º corintios 13.7 diz bem claro que o amor "Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta". No moento em que a reporter pronunciou essa frase, isso dar a certeza que até os próprios pais tem um certo preconceito sim nos termos. Há um argumento de um pai na reportagem que falou diante das câmeras que sentia vontade de matar o próprio filho simplesmente por que ele é homossexual. Mas o amor superou esses atritos que chegou a tal ponto de ter que aprender a conviver com essas situação. Doi muito! É algo que afeta muita coisa em todos os sentidos; afeta o corpo por causa das consequencias, espiritualmente / biblicamente é considerado pecado; a alma sofre tanto do filho como a dos pais por se encontrarem numa situação tão grave e delicada; a familia, parentes se tornam os piores inimigos nessas horas por que o preconceito já começa de dentro da própria casa - isso responde o fato de os filhos, mesmo sabendo que são aceitos com seus conceitos pelos pais e/ou pela familia, sairem de perto, do alcance dos seus pais para até mesmo longe ou outros paises. isso é como se fosse uma forma de não atigir muito espiritualmente a vida de sua mãe ou fugir do preconceito maior que é o familiar.

O mundo é muito preconceituoso. Verdade que Deus também é amor, porém biblicamente se torna um Deus severo quanto a prática homossexual. Vemos na Biblia que Deus se enche de ira quando é enfatizados os fatos das causas homossexuais. A ira de Deus é tanta em relação a essa prática que Deus destruiu ascidades de Sodoma e Gomorra. Deus ele não odeia as pessoas que são homossexuais, mas abomina a prática homossexual. É como um pai que aborrece que um filho roube, o pai ama o filho mas o pai aborrece a prática do filho ( estou comparando biblicamente, que prática tais estão conjuntadas no grupo de pecados; o mundo não vê como pecado mas Deus em sua palavra deixa bem claro que pra ele é um pecado ) mas não deixa de amar o filho. Deus é como esses pais, ele ama a todos mas não gostaria que todos pecassem, ou seja, não gostariam que lhe desobedecesse, mas o amor é tão grande que Deus não interfere na vontade de ninguém, no livre-arbitrio de ninguém por mais que ele saiba que seus filhos irão sofrer a consequencia de suas escolhas.

Tudo nessa vida há uma consequencia, ainda mais em casos como esse que por mais que seja extravagante demais a ansiedade de serem aceitos pela sociedade para andar livrementem em seus conceitos onde que pra sociedade é ainda um choque muito grande, por mais que isso já dure desde os tempos do antigo testamento da biblia. Creio, falando secularmente, que a sociedade ainda não está preparada, porém eu axo que ela nunca vai estar preparada para se adaptar a esse novo estilo de vida, por que é algo que mexe com as tradições da prória natureza, o homem natural não aceita por completo essas mudanças. O homem é feito imagem e semelhança de Deus. Deus aborrece essa prática e o homem natural, a sociedade em si também, falando no contexto geral.

Na reportagem vi que muitas mães de filhos gays fazem reuniões para se confortarem uma com asoutras, elas buscam forças para encarar dia após dia algo que é extremamente dificil de se lhe dar, algo estranho e assustador. Sim é assustador vc esperar que um filho seu seja de acordo com os padrões da natureza, por que pela própria natureza o é, e ter o choque de que seu filho seja um gay. Por mais que os pais aparentassem viver de boa, uma vida normal e sem turbação com os fatos; dava pra perceber a tristeza dos pais em frente as cameras e fazendo tudo aquilo por amor. Quem ama não interfere nas situaçãos daquele de quem se amam, é como Deus; por mais que Deus mostra sua indignação contra essa prática, ele não interfere nas decisões do homem; se ele gosta de mulher ou de homem ou sei lá o que, mas sofrem as consequencias que são gravissimas. A situação é tão desesperradora que eles correm atras de ajuda, buscam refugio para cada dia acalentar os atritos do espirito de ter que conviver com aquela nova situação. Se fosse algo normal, ou se o que eles quiseram aparentar ser do boa fossem realmente algo que não haveiria sombra de preconceitos, não haveria nescecidade de os pais fazerem reuniões de auto-ajuda como se fossem alcoolicos anonimos. Sei que a temperância dos fatos é compliacada!

Nessa reportagem pude ver que o amor de Deus é muito lindo mediante ao amor de mãe. Como na biblia diz na comparação do amor de Deus com o amor de mãe " [...] Mas ainda que essa viesse esquecer-se dele, eu todavia, não me esquecerei de ti". Se esses pais por mais dificil que sejam, enfrentando barreiras e dificuldades e preconceito, de si mesmo até, amam seus filhos como são, imagina Deus que deu seu único filho por amor a essas pessoas. O filho de Deus veio salvar o mundo e todo mundo sabe disso ( Mt 18.11 ); o filho de Deus veio libertar ( Jo 8.36 ); o filho de Deus veio transformar ( Fp 3.20-21 ) aqueles que estão perdidos, cansados e oprimidos ( Mt 11.28 ).

O amor de Deus é tremendo e maravilhoso; e esse amor é grande ( Jo 3.16 ) " e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado" ( Rm 5.5 ). A graça de Jesus, seu sangue para nos limpar de toda impureza, prova do seu grande amor. Não há amor como este. Onde nele encontramos as respostas pra tudo nessa vida, alivio e paz. Para nos conceder essas coisas ele passa por cima do possiel e faz o impossivel acontecer só para te fazer feliz e te dar vitória por que o amor dele é imenso.


Neymarques Feitosa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MASTURBAÇÃO FEMININA

POR QUE NÓS CRISTÃOS DEVEMOS SER DIFERENTES?

COMO ASSIM OS TÍMIDOS NÃO HERDARÃO O REINO DOS CÉUS?