AS DUAS ÁRVORES PROIBIDAS DO JARDIM DO ÉDEM


Existem curiosidades na Bíblia, coisas minuciosas que se deixam passar despercebidas; equívocos que muitos pensam ter conhecimento de algo na Bíblia mesmo sem lê a Palavra de Deus com a devida atenção. O que eu vou ressaltar aqui são coisas simples e pequenas, que podem até ser taxada de besteira, ou até mesmo, alguns já sabem e conhecem, mas o meu objetivo é mostrar que muitos defendem algo que não está realmente correto, muitos defendem coisas que nem se quer leu na Bíblia.

Uma delas por exemplo é, que nos cultos de criança, ou nas Escolas Bíblicas Dominicais, são ensinadas ás elas que as cinco pedrinhas de Davi tinham nomes, na qual cada uma delas representava cinco características que formavam o nome Emanuel: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade e Principie da Paz. Na verdade, até então não existiam nomes para aquelas pedras, porém muitos teólogos e pregadores aproveitam a magnifica numerologia da Bíblia para enfeitar mais as suas mensagens e isso é muito bom. Mas será mesmo que essas características podem ser agregada também ás cinco pedrinhas de Davi? Mesmo usando a numerologia para enfeitar a história dando nome aos seixos que Davi pegou no ribeiro e colocou no alforje (1Sm 17.40), teriam que acrescentar mais uma característica para o nome Emanuel no capítulo 9 de Isaías e verso 6, onde consta apenas quatro características e não cinco. Isso tudo é resultado da falta de atenção dos leitores da Bíblia sagrada, onde não vendo o conjunto de pontos e vírgulas impostas pelo tradutor das Escrituras para nosso idioma.

Acontece que Maravilho e conselheiro não são duas características, mas apenas uma: "Maravilhoso Conselheiro", "Deus Forte", "Pai da Eternidade" e "Príncipe da Paz". Você pode observar em sua Bíblia que entre Maravilhoso e Conselheiro não existe vírgula que distingue características distintas e sempre uma palavra completa a outra. Jesus é um Maravilhoso Conselheiro ou um Conselheiro Maravilhoso; Jesus é um Deus Forte, ou um Forte Deus; Jesus é um Pai da Eternidade, ou em outras traduções, Pai Eterno; Jesus é o Príncipe da Paz. Apenas 04. Isso é resultado de falta de Atenção quando lemos a Bíblia ou, por não ler a Bíblia, ouvir pregadores proclamar esses absurdos sem consultar a Bíblia. Vivemos a Bíblia.

Outra também que até teólogos são surpreendidos quando indagados a esta questão, é a quantidade de árvores que não eram boas para alimentos e proibidas que existiam no Jardim do Édem. A pergunta é: Quantas árvores proibidas existiam no Jardim do Édem, que Adão e Eva não podiam comer? A resposta é sempre a mesma: Apenas uma. Eles podiam comer todas as outras, mas a que se localizava no centro eles não podiam. Será? Sem falta de conhecimento as pessoas respondem assim. Confesso que até um tempo desse também acreditava que existia somente uma árvore proibida, mas descobri que eram DUAS árvores que foram proibidas.

Parece estranho isso, eu ouvi muitos pregadores e a professora da Escola Dominical me falaram que era uma e que continha na Bíblia só uma. Tudo isso por falta de atenção aos mais minuciosos detalhes do nosso manual de regra e fé. Na verdade eram duas. Vamos ás comprovações:

Quando começamos ler Gênesis não nos preocupamos de ler detalhadamente a história que todo mundo já sabe: Deus criou o mundo em seis dias, fez o homem e a mulher, colocou uma árvore no meio do jardim, propositalmente que eles não podiam comer, a infeliz da cobra veio e fez a Eva comer a fruta, ofereceu a Adão e estragou tudo. Mas lendo com cuidado o versículo 9 do capítulo 2 de Gênesis, podemos ver claramente a distinção de duas árvores: "E o Senhor Deus fez brotar da terra toda qualidade de árvores agradáveis à vista e boas para alimento, bem como a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal". Viram a distinção? Além de Deus ter feito toda qualidade de árvores boas para alimentos, que podiam comer; fez também a árvore da vida, essa que ficava no meio do jardim, "E" a árvore do conhecimento do bem e do mal.

Mas espere amigo, continuando a ler a Bíblia no versículo 16 e 17 do Capítulo 2 de Gênesis, Deus só proíbe Adão a não comer somente da árvore do conhecimento do bem e do mal "De toda árvore do jardim podes comer livremente; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás". Realmente, depois de descobrirmos que não existia apenas uma, e sim duas árvores no jardim, que não eram para alimentos, vemos na Bíblia a proibição de apenas uma árvore e esta, da ciência do bem e do mal; mas e a árvore da vida? como ficou ela?

A árvore da vida continha o poder da imortalidade, de viver eternamente. Adão e Eva foram feitos para viver eternamente e poderiam até comer da árvore da vida, esta não foi proibida a princípio; mas na desobediência a Deus, ganhou a condenação da morte, mas mesmo assim ficaram em vantagem, se tornando como Deus, conhecendo o bem e o mal. Porém, para não voltarem a ganhar a imortalidade novamente Deus bloqueou o caminho da árvore da vida com uma espada flamejante que se volvida para todos os lados. Então vemos também a restrição da segunda árvore no versículo 22 ao 24 do capítulo 3 de Gênesis:"Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tem tornado como um de nós, conhecendo o bem e o mal. Ora, não suceda que estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente. O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden para lavrar a terra, de que fora tomado. E havendo lançado fora o homem, pôs ao oriente do jardim do Éden os querubins, e uma espada flamejante que se volvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida".

São poucas as pessoas que sabem desse detalhe pequeno, e que até mesmo podemos pensar: "tantas coisas importantes pra se saber na vida..." Mas escrevi esse post com a intenção de instigar mais a atenção dos leitores da Bíblia, porque é muito bom agente descobrir coisas novas e existem milhares de coisas interessante na Palavra de Deus que é enorme, um verdadeiro mar de mistérios e aventuras.

Que todos busquem a sabedoria e o discernimento vindos da parte do nosso Senhor Jesus Cristo.

Neymarques Feitosa.

Comentários

  1. Gostaria de uma orientação do amigo irmão em Cristo, sobre a seguinte questão do dizimo referente ao cpitulo 5 de Atos vers,1 a 12.
    Ambos morreram, por negar o verdadeiro valor pelo qual havia vendido a propriedade,apresentando um outro valor, e deste valor retirado conforme diz a palavra uma parte da herdade para dar o dizimo ou eles se negaram a dar o dizimo? poque eu entendi que o valor toal da herdade ficou assim divido:
    por exemplo: se tivesse sido 10 mil talentos eles retiveram 5 mil para si e os outros 5 mil, desta parte tiraram o dizimo? e me diga é crreto dar o dizimo ainda?

    ResponderExcluir
  2. Que a paz seja abundante em sua vida, amigo Blaendon Costa. Dizimar, hoje em dia, é o ato de contribuir para a obra e os reparos da igreja, como também, deles, são o sustento dos anjos das igrejas. Dizimar, falando em termos de princípios, nunca foi errado. Por que desde o princípio, as igrejas mães, as denominações primárias, já traziam essa prática a muito tempo. E nunca houve na história da igreja a hipótese de que o dízimo seja uma Heresia, algo fora do contexto Bíblico. Só agora, está se levantando um grupo de pessoas, que acham que tudo são delas, cristãs, que estão agindo como opositores da obra de Deus, assim como ateus; indo fortemente contra a prática da contribuição como dízimos, alegando que é um preceito de lei mosaica, dando a entender que esta prática é reprovável, e um absurdo, como que, se dizimar não estaremos fazendo parte do reino dos céus. Não seremos justificado por obra de lei nenhuma, sim pela fé em Jesus ( Gl 2.16). Mas a fé sem as obras é morta; dizimar hoje em dia, não é mais preceito de lei mosaica, porque na lei era obrigatório entregar os dízimos; mas hoje em dia contribuímos voluntariamente. Antes da lei era, assim. Abraão, o nosso pai da fé, praticou o dízimo; também como Jacó o fez voluntariamente, sem a obrigatoriedade da lei, como um voto, e ambos foram bem sucedidos.

    Em relação a Atos 5.1-12, creio eu que, o acontecido não se deu a respeito de sonegação de dízimos ou ofertas, e sim o pecado da avareza, cobiça. Queriam omitir à Deus o valor do dinheiro, não por não queriam pagar menos os dízimos e ofertas e sim porque tentaram o Espírito de Deus; tanto que Pedro diz: “Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço do terreno?” (At 5.3). Na verdade houve 3 pecados aí: mentiram pra DEUS, tentaram o Espirito santo de DEUS, e a avaresa contra pedro; ou seja, foi um pecado capital e não por que não queriam pagar dízimos.

    Muitos podem até usar este versículo, enfatizando as conseqüências de quem não dizima. Não somos mais obrigados a dizimar. Mas não é errado você ajudar a igreja com o que quer que for: dízimos, ofertas, ambas voluntárias; voto, tudo isso inclui na contribuição para a obra de Deus. Se você dar seu dízimo, e o pastor fazer mal uso do dinheiro, Deus, com certeza, não vai deixar de te abençoar ou você perderá sua salvação, por que você entregou o dinheiro ou seja lá o que for, para um pastor corupto; o problema é entre o pastor corupto e Deus; você fez a sua parte.

    Você é livre, pode fazer o que quer com o seu dinheiro. No mesmo capítulo Pedro adverte Ananias dizendo: “Enquanto o possuías, não era teu? e vendido, não estava o preço em teu poder? Como, pois, formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.” (At 5.4). Eles não queriam dar sua oferta de coração, e sim com avareza; foi por isso que aconteceu aquela tragédia com Ananias e Safira.

    Espero que tenho ajudado. Fika na Paz de Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e paz!
      A respeito dessa passagem, é bom lembrar que se tratava de um momento de construção da igreja, semelhante ao que aconteceu no tempo da reconstrução do templo (At 2:44-47) c/c Neemias e Esdras

      Excluir
  3. Você está equivocado, Em Genesis cap 3 Deus proíbe o homem de comer da árvore da vida, isso ocorre pois o homem havia pecado, no cap 2 quando o Senhor cita árvores boas para comer e a árvore da vida e do conhecimento do bem e do mal, Ele simplesmente está dando um destaque maior para essas duas árvores, somente nos versículos 16 e 17 Ele da a proibição e diz claramente de qual árvore o homem não podia comer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Paz do Senhor Jesus, em relação as arvores, devemos entender que ninguém aqui errou em dizer sobre qual arvore estava proibida, mas para que não haja confusão, cada uma teve seu tempo, sua cronologia, no jardim do Edem se podia comer todas, menos a do conhecimento do bem e do mal, então se vê que no jardim havia restrição somente de uma arvore, pois o homem comia da arvore da vida, pois Deus não fez o homem para ter seu tempo contado para morte, mas que vivesse eternamente, a segunda arvore vem da consequência da desobediência, ondem claramente o Homem foi lançado fora do jardim, ai então a segunda arvore, onde Deus diz claramente que não se comeria mais da arvore da vida, Gênesis 3:24. então e importante sempre destacar a cronologia, enquanto o homem estava no jardim, antes de desobedecer uma arvore era proibida e não duas, depois da desobediência veio a ter a segunda arvore

      Excluir
  4. Concordo com algumas de sua colocações, mais se eu disser que essas árvores que estão no meio do jardim, não são árvores e sim anjos, conforme se refere em (Ezequiel 31), e que esse fruto não é uma fruta como todos dizem, pois o próprio Jesus nos disse isso em (Marcos 7: 18-23), e que essa serpente não é um réptil e sim a astúcia de Satanás ou o engano (Apocalipse 12:9), podendo assim concluir q esse texto, tem q ser lido em duas óticas, tanto literal quanto figurada.
    E se eu também disser que a árvore da vida é Jesus, pois ele disse: Eu sou o caminho, a verdade, é a vida (João 14:6). E que a espada q se circulava entorno dessa árvore era a palavra de Deus, (Hebreus 4:12), dando a entender que a palavra de Deus iria circular entorno de Cristo e que ele só iria dar do fruto quando ele ordena-se, e observamos que a humanidade busco esse fruto a vida toda, mais SP foi revelado ou dado quando Jesus por mandato de seu Pai foi enviado.
    Isso é algo simples, mais que é mais complexo de que a nossa visão de achar que é um simples fruto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Paz do Senhor, mais uma vez sempre e importante destacar sobre oque estamos falando ou assunto abordado, tudo que o/a irmão/a colocou e claramente a reveleçao da palavra do Senhor, toda a palavra ela e revelada, pois Salomão disse em Provérbios 1:6 que e preciso entender os mistérios de Deus, se como o assunto foi da arvore, então respondi dentro do que esta escrito nos textos citados pelos próprios irmãos/irmas, logico que todo novo testamento e a revelaçao e cumprimento do velho, ^^ tudo na palavra de Deus aponta para o próprio filho Jesus e seu projeto de salvaçao. a todos A Paz do Senhor Jesus.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MASTURBAÇÃO FEMININA

POR QUE NÓS CRISTÃOS DEVEMOS SER DIFERENTES?

COMO ASSIM OS TÍMIDOS NÃO HERDARÃO O REINO DOS CÉUS?