O BULLYING E A BÍBLIA ! ! !



Bullying[1] é um termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully - «tiranete» ou «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender.

O Bullying é um assunto novo, com nome novo, porém isso ocorre de muitos tempos. Até na era da Bíblia isso ocorria. O bullying é uma ofensa em que ocorre em todos os lugares, nas escolas, no trabalho, nas ruas, nos grupos de crianças, adolescentes, jovens e adultos. É algo constrangedor e, quando ocorre comigo ou com você, por mais que eu ou você, que somos humildes e mansos como Jesus, sempre não é legal e sempre dar vontade de "matar" ou revidar mas não podemos, por sermos Cristãos.

Tudo isso começa com apelidos, desprezo a quem não participa das mesmas idéias ou estilo do grupo; daí então, partem para a agressão verbal. A Bíblia é algo magnífico; falando em termos de usos e costumes, ou melhor dizendo, moda, a Bíblia já alerta as mulheres se trajarem descentemente e nem usar penteados extravagantes e nem pendentes de ouros justamente para não ocorrer certos constrangimentos nos cultos:"Da mesma sorte, que as mulheres, em traje decente, se ataviem com modéstia e bom senso, não com cabeleira frisada e com ouro, ou pérolas, ou vestuário dispendioso, porém com boas obras (como é próprio às mulheres que professam ser piedosas)" (1 Timóteo 2:9-10). Por que a preocupação de Paulo a respeito de vestes e joias para as mulheres cristãs? Trazendo para os dias de hoje, há igrejas que seguem essa ordenança de Paulo e outras não. Há um ditado popular entra os seculares que diz: " As mulheres se vestem para as outras mulheres". E percebo nas igrejas, que hoje liberam usar qualquer tipo de roupas e jóias, que as mulheres não focam para o que está sendo apresentado no culto, na Palavra de Deus. Escolhem os melhores vestidos e as melhores jóias para irem a casa de Deus, desprezando as irmãs simples e sem recursos. Na Igreja todos tem de estar em igualdade, na simplicidade. É a partir dessas coisas que surgem o determinado desprezo por certos detalhes fatal para vida social.

Como falei, assunto novo que está entrando em grande percussão nas escolas, universidades, assuntos de trabalho, programas de televisão e jornais. Como integrado á Lei, requer algo mais cuidadoso, prometendo assim ser caso de polícia. A importância a esse ato é tão grande que está mobilizando o mundo referente a este assunto.

Muitos, antes do hoje, muito antes de darem tanta importância a este assunto, Deus havia dado importância a esse fato. Vou retratar a história de Bullying que existe na Bíblia e causa muitas intrigas, pelo fato da característica vingadora de Deus (Sl 58.10) que não tolerava o pecado e nem os que tocasse na menina do seu olho (Zc 2.8), que são seus servos.

Em 2 Reis 2.23-24 diz: "Então [Eliseu] subiu dali a Betel; e, subindo ele pelo caminho, uns meninos saíram da cidade, e zombavam dele, dizendo: Sobe, calvo; sobe, calvo! E, virando-se ele para trás, os viu, e os amaldiçoou em nome do Senhor. Então duas ursas saíram do bosque, e despedaçaram quarenta e dois daqueles meninos." Muitos Ateus se validam deste texto da Bíblia apresentando a maldade de Deus por haver feito perecerem os meninos que ofenderam verbalmente o grande profeta do Senhor. O que ocorreu com o Profeta é o que chamam hoje de Bullying. O profeta era "careca", ou melhor "calvo" e andando, os meninos tiraram sarro dele por isso e o Profeta, como qualquer outro ser humano, ficou irado e proferiu a maldição.

Ah, quem dera se tivéssemos esse poder, de Deus se vingar de nós em relação a essas ofensas. Mas lendo o Velho Testamento podemos ver que Deus, como falo sempre aqui neste blog, implica com detalhes que parecem besta demais, mas não são.

Quando alguém nos ofende é o mesmo que está ofendendo a Deus, pois somos imagem e semelhança dele. Podemos sim entender e aceitar o fato de Deus ter vingado o profeta. Mas Deus não poderia ter misericórdia dos meninos que ofenderam Eliseu? Mas Eliseu era profeta do Senhor, e tudo que saía da boca de um profeta do Senhor teria que ser cumprido. Então, no momento em que os meninos provocaram a ira de Eliseu, ele proferiu a maldição; como Deus confiou a sua Palavra ao profeta, o que ele disse cumpriu-se.

Assim como Elias, que por intermédia da palavra dele, do profeta, não choveu por durante 3 anos e meio (Tg 5.17-18) e Deus assinou em baixo. Eliseu também proferiu a palavra de maldição e Deus assinou embaixo e fez conforme a palavra do Profeta. Muitos falam que isso foi pra servir de Exemplo a todos quanto a ofensas verbais.

Concluindo, concordo que foi mesmo para servir de exemplo para nós até ao dia de hoje. Mas eu vejo neste texto que Deus não gosta de brincadeirinhas, de apelidinhos, é por isso que ele deu NOMES a cada ser, cada coisa existente neste universo. Cabe a nós ter o conhecimento e a decência em toda a nossa maneira de viver, isso inclui até no falar. Deus leva a sério pequenas coisas.

Na Paz de Deus a todos

Neymarques Feitosa

Comentários

  1. amei essa informção;;;

    sou professora e estamos trabalhando essa semana sobre esse tema,,
    e sua colocação irá nos ajudar muito..

    abç..

    candida ribas

    ResponderExcluir
  2. muito bom o blog vou pregar amanhã sobre esse tema e adorei!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom ! parabéns pela postagem ;) se quiser visitar meu blog passa lá http://vivendoemverdade.blogspot.con/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MASTURBAÇÃO FEMININA

POR QUE NÓS CRISTÃOS DEVEMOS SER DIFERENTES?

COMO ASSIM OS TÍMIDOS NÃO HERDARÃO O REINO DOS CÉUS?