SISTEMA DE ENSINO RELIGIOSO? COMO LHE DAR COM ISSO?


Muitos na internet quando indagados acerca da “Matéria” Religião, respondem questionando se podem influir ou contribuir para notas ou para o desenvolvimento de um ser na sua formação. Então é uma realidade essa de muitos, em uma sala de aula haver ateus, pessoas que não tem credo religioso e que não acreditam em divindades, só que nas escolas podemos perceber que atribui os dois lados de pensamentos da sociedade, um exemplo bem clássico é a respeito do criacionismo e evolucionismo: a matéria de Ciências, ou melhor, biologia explica a “teoria” do evolucionismo, tendo assim suas razões para o âmbito de pensamentos de muitos que queiram crê na tal, sendo que em uma sala de aula pode haver cristãos, que crê no criacionismo; também é ensinado o criacionismo na matéria de religião, onde na mesma sala há ateus, que não crê que exista um deus criador de tudo, como mesmo exclama “do nada”.
A respeito de um país democrático como o nosso não podemos aceitar o fato de uma obrigatoriedade de um só sistema religioso a ser ensinado nas salas de aula. Muitos pensam que ensino religioso é apenas um ensino onde um professor, seja Adventista do sétimo dia, seja Assembleiano, seja Católico... Vá a ensinar a sua tese e maneira de pensamento e credo sobre o que vive e defendendo ou impondo assim a sua religião aos alunos. Não, ensino religioso é colocar a par de toda a religiosidade existente no planeta, seja qual for, e isso é importante porque influi e muito nas questões culturais de uma determinada sociedade. Um exemplo bem ramificado é o hinduísmo, onde estudado até na matéria de geografia aborda assuntos religiosos. Não tem pra onde correr na questão da Índia, falou em índia a primeira coisa que vem em nossas cabeças são inúmeras religiões, credos e crenças que aquela sociedade vive, e isso é um assunto religioso.
Certo que ensino religioso deve sim ser facultativo, mas em relação a ateus, acho uma falta de ética e de conhecimento um ateu sair de uma sala de aula em uma aula de religião e com sarcasmos dizer que não vai assistir a tal aula por ser ateu. Sendo assim, qualquer um escolheria a matéria que bem lhe convinha e a que não lhe convinha, simplesmente não assistia a aula e pronto. Não, não é assim que deve ser tratado o tal assunto de ensino religioso nas escolas. Deve ser facultativo, sim, assim como qualquer outra matéria deva ser; eu, por exemplo, não gostava de química e nunca me empenhei pra estudar afundo a tal matéria, então fiquei com notas baixas em meu histórico e influi e muito na minha formação científica, ou do conhecimento que tenho respeito das coisas normais da vida que se associa com a tal matéria que eu não “vou com a cara dela”.
No âmbito de professores, deve haver sim uma lei para a preparação de professores para determinada aplicação de conhecimento religioso, assim como as demais matérias, onde os professores são preparados e formados para dar a tal aula. A respeito de leis, o ensino religioso ainda é muito deixado de lado, e questionado a respeito de professores, como falei no início do artigo, que aproveitam a oportunidade para aplicar suas crenças pessoais aos demais na sala de aula.
Eu como crente, evangélico, baseado na Bíblia Sagrada, gostaria que na matéria de Religião, o professor ensinasse só coisas da Bíblia sagrada que é aquilo que eu sigo. Porém não gostaria que, na matéria de Religião, o professor, sendo ele mulçumano ensinasse só coisas do Alcorão. Então há limites, e ao mesmo tempo liberdade para aprendermos sobre tudo, e não somente limitarmos apenas a Bíblia sagrada ou o Alcorão ou qualquer outro tipo de instrumento e forma de sistema religioso ao nosso alcance.
Retrato a minha opinião a respeito do ensino religioso, que mesmo sendo evangélico, concluo que devemos respeitar as diversidades de pensamentos, de religiões e crenças, contribuindo assim com o respeito do meu próximo na questão do sistema estudantil imposta pelo governo. Na questão da evangelização, isso é, fora da escola aí já é outro assunto bem abrangente. A lei já me dar liberdade de expressar minha religião, minha maneira religiosa de viver, mas me limitando a não incomodar ou querer intervir, ou interferir na religião alheia. Quanto ao que eu creio, e no que eu vivo, onde na Bíblia em que eu me baseio, Jesus me diz que devo ir até aos confins da terra anunciar o evangelho, ou seja, o sistema de vida em que eu vivo e acredito ( At 1.8 Mc 16.15).
Todo este artigo escrevi respeitando a maneira de expressão e de convivência com a sociedade secular, para mim, falando não pela forma da expressão da minha pessoa como integrante de uma comunidade evangélica, e sim na forma de um homem normal, conhecedor e respeitador das leis secular, a tendo como ligada com a do céu.
Neymarques Bezerra Feitosa.

Comentários

  1. vcs naõ acreditan em purgatorio . se vc morrece hoje como vc pagaria as consequencia dos seus pecados diante do jugamento de deus

    ResponderExcluir
  2. eu nunca vi um filho cem MAE e porque a sua igreja naõ tem MAE; COMO A NOSSA

    ResponderExcluir
  3. Não sei se compreendi bem, mais não consegui relacionar o texto acima com purgatório... Acho que não aborda muito esse tema, mais se o anônimo gostaria de saber como vamos pagar nossos pecados diante de Deus, então deveria ler a bíblia... E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (João 8;32) porque nas escrituras não existe referência sobre um lugar de purificação para os nossos pecados, (uma segunda chance), se isso fosse verdade, Deus jamais deixaria de esclarecer isso a todos, já que a bíblia e totalmente completa e fala sobre todos os assuntos, tanto para nossa vida terrena, quanto a vida no porvir... Agora a salvação, o perdão de pecados, o juízo, o julgamento que é um dos temas importantíssimos da bíblia não permite dupla interpretação, não fala de purgatório... Nenhum dos autores bíblicos inspirados pelo espírito santo escreveu sobre purgatório, nem citou... A questão não o que a gente acredita (como você disse)! A questão é que devemos seguir a verdade que a bíblia revela... Nessa vida Deus dá chances a todos os homens se arrependeram do mal que praticam (mentir, matar, cobiçar, fornicar, roubar, adorar falsos deuses; etc) e viver uma vida santa, pura e obediente a Deus, mas se o homem não aceita e quer viver segundo os desejos da carne e de suas vontades, quando ele morrer não ira para purgatório (porque não existe), irá para o lago de fogo mesmo... Se existisse purgatório o capeta não iria atentar ninguém para levar com ele (já que o fogo foi destinado para o diabo e seus anjos), porque todo ser humano após passar por esse tal período de purificação de pecados, acabava indo para o céu... Mas como o diabo não quer queimar no lago de fogo sozinho, ele faz de tudo e consegue levar muitos com ele... A bíblia diz que os pecados dos homens serão julgados após sua morte, (Hebreus 9:27) e seremos julgados por todos atos feitos por parte do corpo (2 Coríntios 5:10), se formos encontrados limpos diante de Deus, então iremos para o céu, ao contrário iremos para o inferno (Apocalipse 21:8)... Essa é a verdade... A propósito Jesus tinha mãe, Ele foi concebido pelo Espírito Santo através da vida de Maria... Acho que você está um pouco desinformado não? Até a bíblia fala da mãe de Jesus! Eu posso até falar um pouquinho sobre ela... Maria uma mulher simples, pecadora como todos e necessitada de salvação, foi escolhida por Deus e agraciada com a benção de ser a mãe do salvador (verbo que se fez carne)... Foi bendita entre as mulheres e não bendita acima das mulheres... Portanto ela não é imaculada, não é mãe de Deus porque Jesus é eterno (Jó 1:1), não é mediadora nem intercessora... A Bíblia diz claramente que Jesus é o único Mediador (1 Tm 2:5; Jo 14:6; 1 Jo 2:1; Rm 8:34; Hb 7:25). Não é co-redentora (At 4:12). E não foi assunta no céu... E etc... Maria foi somente uma mulher virtuosa e obediente que teve o privilégio de ter em seus braços seu SENHOR E SALVADOR...

    Paz.

    LAIS-PR

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MASTURBAÇÃO FEMININA

POR QUE NÓS CRISTÃOS DEVEMOS SER DIFERENTES?

COMO ASSIM OS TÍMIDOS NÃO HERDARÃO O REINO DOS CÉUS?