A UNÇÃO PODE SER MEDIDA?


Eu estava dirigindo um culto de mocidade no domingo a noite em minha igreja, e como sempre, devemos fazer os preparativos do culto como chamar pregador, cantores, ver quem vai fazer coreografia, teatro e quais grupos e corais vão cantar. Tudo pronto para o culto!

Mas tivemos a sorte de ter a presença de duas cantoras de nosso bairro, uma convidada por mim e outra que o pregador havia levado. No decorrer do culto concedi duas oportunidades para cada cantora; a primeira louvou ao Senhor lindamente, cantou hinos de fogo, mas aqueles hinos triunfalistas que o povo gosta, como "Um novo vencedor!" que enfatiza que a luta acabou e agora é só vitória, só vitória. Claro que a cantora levantou a "galera", pois ela cantava, descia do púlpito, pegava nas mãos das pessoas, rodava, abraçava e continuava a cantar. Nossa era muita glórias e aleluias e línguas estranhas e o povo todo de pé naquele movimento que tornou o culto daquela noite avivadíssimo.

A primeira cantora terminou, os irmãos sentaram e a segunda cantora começou a usufruir das suas oportunidades. Mas o povo estava cansado com o movimento dos dois hinos que a primeira cantora havia entoado, e todos com poucos glórias a Deus e aleluias, sentados ouviam a segunda cantora louvar a Deus.
Depois disso o culto prosseguiu até o fim, onde fui deixar a segunda cantora em sua casa. No decorrer do caminho ela conversando comigo, dizia estar admirada pela primeira cantora que cantou com "unção" e contribuiu para um movimento do culto. Então, ela me falou uma frase que me deixou intrigado: "Nossa, ela estava com mais unção do que eu!".

Mas unção pode ser medida? Será que podemos dizer que uma pessoa que movimenta a igreja, agradando-a com hinos triunfalistas, quer dizer que ela está cheia da "unção do Espírito Santo"? E uma pessoa que canta ou prega algo em que a igreja dar poucos glórias a Deus e Aleluias, quer dizer que ela está com pouca "unção" ou sem "unção"? É, porque eu já ouvi muito isso, quando chega um pregador em nossa igreja que mais fala do que grita, mais ensina do que joga jargões, das pessoas dizerem: "Xiiii, esse pregador tá tão sem unção!".

Eu prestei atenção, e parece que temos um medidor de unção. Ou de movimento? Aquilo que agrada as pessoas é chamado de unção de Deus. Sabe quando os pregadores ou cantores usam de frases triunfalistas como: "Sua vitória tem sabor de mel; você nasceu pra vencer; você é um escolhido; você vai estar num palco; seu nome vai estar em evidencia em um out-door..." e um monte de coisas que só aludem a pessoas, exaltação a pessoas e não a Deus. Tudo no culto é só você, você, você, você. Aí os irmãos gostam, dão glórias e aleluias e dizem que isso é unção do Espírito Santo. Deus tenha misericórdia!

Jesus é um exemplo de que unção e aprovação do público acerca de uma pessoa estar ministrando ou não aquilo que é de Deus, é algo totalmente diferente na Bíblia. Jesus Cristo nunca foi triunfalista (Mateus 5.10), nunca prometeu sucesso (João 16.33), nunca alimentou o ego das pessoas (Mateus 23.33), nem dele mesmo (Filipenses 2.6-8). Lembramos dos ensinamentos sobre o verdadeiro pão da vida aquelas pessoas que foram atras de Jesus por causa da multiplicação do pão perecível (João 6.22-40). Jesus falou verdades que as pessoas não gostaram, ele pregou o verdadeiro evangelho que não agradaram os homens(versos 60-66). Mas como Pedro falou: "Para onde iremos? Tu tem as palavras de vida ETERNA!".

o Apóstolo Pedro nos dar uma grande luz a cerca do que acontece hoje em dia. Podemos ver o contraste do Pregador da VIDA ETERNA com os pregadores da VIDA DE SUCESSO E TRIUNFALISMO AQUI NA TERRA. É por isso que as pessoas acham os pregadores que pregam as verdades, com palavras de vida eterna, sem unção. Porque não é isso que as pessoas querem ouvir. As pessoas não estão nem aí com a esperança, querem viver as vitórias as recompensas (não sei de quê) agora, na terra. E os pregadores pregam o que o povo gosta. Sem contar com a vida dos demais apóstolos que foram mortos por desagradar as pessoas que ouviam deles o verdadeiro evangelho, de vida eterna, vida futura (2Timóteo 4.8).

O homem que a Bíblia menciona que estava cheio do Espírito Santo pregando a Palavra de Deus, foi morto, por desagradar as pessoas com a Palavra. "Mas Estevão, cheio do Espírito Santo..." (Atos 7.54-55).

Na boa. Se Jesus estivesse pregando hoje, nas igrejas ele seria taxado de um pregador sem unção. Pois Jesus ensinava. Mas creio que não seria bem assim, porque Jesus não apenas pregava, mas fazia milagres e as pessoas gostam disso, mas Jesus sabia conciliar as coisas. Mas vamos ter cuidado com aquilo que está entrando em nossos corações.

Não devemos medir unção de ninguém. Só porque fulano ou ciclano faz um movimento, não quer dizer que ele está cheio da unção. Não sabemos ao todo da vida dos "ungidos" que tem por aí...  Porque se agitar a galera é ter unção, então até a Xuxa, a Angélica e demais apresentadores seculares são cheio de unção. Qual é! Vamos ter cuidado com certas falácias e vamos analisar o que é realmente ser cheio da unção de Deus.

Neymarques Feitosa.

Comentários

  1. Sera que a unção de Deus pode operar na vida de uma pessoa que fala palavrão mesmo que de brincadeira, seu repertorio de musicas é completamente secular, mas é batizada com espirito santo (eu não sou) e na hora de fazer oração começa a falar em linguas estranhas?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MASTURBAÇÃO FEMININA

POR QUE NÓS CRISTÃOS DEVEMOS SER DIFERENTES?

COMO ASSIM OS TÍMIDOS NÃO HERDARÃO O REINO DOS CÉUS?