VENCENDO AS TENTAÇÕES

A tentação não surge em nossas vidas para que possamos vencê-la sozinhos ou simplesmente com nossas forças. Não somos supercrentes ou indestrutíveis, mas Deus, na pessoa de Jesus, deixou um exemplo que nos ajuda a sair da tentação e não pecar. Na palavra está escrito que em tudo Jesus foi tentado, mas em nada pecou. O que acontece com nós neste momento? Achamos que conseguiremos sozinhos, achamos que teremos forças. Não é bem assim! Quando leio Marcos, que retrata a tentação de Jesus de forma bastante resumida, porém com muita profundeza, me vem pelo menos duas perguntas: “Por que Jesus foi tentado?” e “Para quê Jesus foi tentado?”. Primeiro ponto importante é que Jesus antes de ser tentado passou por um processo, ou seja, um preparo espiritual para então começar de fato o seu ministério aqui na Terra.

O primeiro episódio é o aparecimento de João Batista.  Ele ensinava o batismo para arrependimento e perdão dos pecados, porém viria um MAIOR que os batizaria não com água, mas com o espírito de Deus.

O segundo episódio é o batismo de Jesus. Antes de Cristo começar seu ministério, João Batista já estava aqui pregando acerca do arrependimento e preparou o caminho para Ele, como já havia profetizado o profeta Isaías. Na pregação de João tinha algo simbólico que ele fazia com o povo que era o batismo em água. No batismo de Jesus o céu se abre e ouve-se, então, uma voz do céu confirmando que Jesus era o filho de Deus.

O terceiro episódio é a Tentação de Jesus. Apesar de que Deus o havia confirmado como Filho de Deus, Jesus , como homem, também passou pelo processo de tentação. O mesmo veio a terra como nós de carne e osso sendo, portanto, 100% Deus e 100% homem. Assim como Deus escolheu Israel para ser seu povo, precisou testá-los em processo parecido com o de Cristo. Após a travessia do Mar Vermelho Deus os conduz para o deserto  durante 40 anos até acharem a terra prometida.

1 - Por que Jesus foi tentado? Jesus é a nossa bússola, mas é difícil eu falar de algo com propriedade sem não ter passado por tal situação. Jesus tinha que ser provado para que possamos ter um referencial e uma das coisas que aprendo com Jesus é ser radical. Você sabe o que significa ser radical? 

Radical: Caracterizado por um sensível afastamento do que é tradicional ou usual. Precisamos ser radicais em relação ao pecado, principalmente com o pecado de estimação. Em Mateus 6, Jesus explica aos judeus o quanto é difícil cumprir a lei sozinhos. Precisamos de Jesus e se sua Palavra para não pecarmos. Mateus descreve com mais detalhes a tentação de Jesus e uma das ferramentas utilizadas por Ele foi a Palavra de Deus, essa também deve ser nossa ferramenta para não cedermos quando vier à tentação. Sejamos jovens espertos.

A tentação é inevitável e se seguirá até o dia da nossa morte. Seremos constantemente testado e provados por Deus. Por esta razão Marcos utiliza o verbo “impelir”, ou seja, de forma firme o conduziu para o deserto, não que Jesus foi contra a sua vontade, mas que era necessário passar por este momento.

2 - Para quê Jesus foi tentado? Essas duas perguntas se complementam. Deus queria mostrar que existe um processo. Você não é batizado e já é levado para o céu, pelo contrário, é levado pelo Espírito de Deus para o deserto. Existem pessoas que acham que o batismo serve como status espiritual. Quem nunca ouviu:
- Irmão você já é batizado?
- Não.
- Vishe! Pois você ainda não é crente de verdade. (Mc 16.16)
Talvez nem mesmo essa pessoa sabe para que serve o batismo e nem mesmo que depois virá o deserto. Vocês sabem o que Jesus fez depois de ser tentado? Foi expulsar demônios, curar enfermos, anunciar as boas novas e ainda pregar um de seus maiores sermões, o sermão da Montanha.

Motivos pelos quais Jesus foi tentado:
1º Para que Jesus passasse pelo mesmo teste que o primeiro homem, Adão, passou mas falhou. Jesus é chamado de último Adão ou segundo homem.
2º Jesus, como filho de Deus, precisava vencer o diabo porque com a falha do primeiro homem satanás havia se tornado príncipe deste mundo. O espirito do anticristo reina na terra desde o jardim do Éden.
3º Ele precisava passar e suportar as tentações, para que então ele pudesse ser nosso redentor, mediador (Hb 2:17,18; 4:14-16). A empatia é que Ele nos entende porque colocou-se em nosso lugar.

Por que a importância do DESERTO?  O Primeiro homem foi tentado em um Jardim para demonstrar o tamanho da severidade da tentação que Cristo sofreu e assim sua vitória seria mais retumbante. Mas por que 40 dias?  Israel passou 40 anos no deserto e fracassou mas Jesus em 40 dias venceu completamente o deserto.

CONCLUSÃO
Em Mateus 26. 41 está escrito: “Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca”. Lendo 2 Co 12. 7-10, podemos ver que Paulo admite suas fraquezas, apesar de ser uma autoridade apostólica, e reconhece sua total dependência em Cristo. Jovem aceite e receba a poderosa ajuda que o Senhor oferece a todo o que o busca.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MASTURBAÇÃO FEMININA

POR QUE NÓS CRISTÃOS DEVEMOS SER DIFERENTES?

COMO ASSIM OS TÍMIDOS NÃO HERDARÃO O REINO DOS CÉUS?