PALAVRA DO LEITOR

Por Anônimo em OS CULTOS DA MOCIDADE ! em 09/06/11 Quero lhe perguntar onde que está escrito na bíblia que não pode fazer tatuagem? onde está escrito o ritmo, ou o gênero de musica que Deus que agrada a Deus? E antes de julgar essas igrejas falando que eles não falam de santidade, procura visitar elas, e ver o que realmente pregam, para depois juga-las.
-----------------------------------------------------------------------------------------

Por LAIS-PRJovem Cristã... em OS CULTOS DA MOCIDADE ! às 13:45 em resposta á Anônimo em OS CULTOS DA MOCIDADE ! em 09/06/11

Anônimo... Quero com minhas considerações (não muito breves), tentar responder seus questionamentos... Primeiramente gostaria de dizer que vou dar minha opinião baseada na bíblia, ok? Digo isso para os devidos fins de você dizer que estou te julgando. Porque o que tenho percebido em muitos comentários de pessoas nos blogs “por ai” que quando certo cristão, expressa sua idéia de acordo com a bíblia e esta fere algum desavisado (desinformado das Escrituras), já é um prato cheio para já usar o clichê que não devemos julgar, que devemos amar, pregar o amor, que Deus é amor, que tudo deve partir do coração, que tudo é para glória de Deus. Sabe o que eu penso de tudo isso? No dia do julgamento quando esses adeptos a esse Deus só de amor (esquecendo da justiça) ficar diante de Todo-Poderoso, vão franzir a testa e fazer uma cara de piedade, quando vê-lo em sua terrível ira, contra toda impiedade e iniqüidade deste mundo... Dizendo - Oh Deus não sabia que você era tão terrível assim! Lembre-se: Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. (Mateus 7.21) Não fugindo do assunto. Vou comentar sobre seu terceiro argumento. [...] E antes de julgar essas igrejas falando que eles não falam de santidade, procura visitar elas, e ver o que realmente pregam, para depois julgá-las. Sabia que a bíblia nos dá o direito de julgar? Não um julgamento calunioso, mas um julgamento segundo a reta justiça. (João 7.24). De acordo com a bíblia devemos julgar tudo e reter o que é bom. Anônimo se você leu o texto inteiro acima, não precisará visitar uma igreja desta, para que possa descobrir se ela fala de santidade. Claro que não fala! Está obvio! Jamais uma igreja que prega a santidade de Cristo pega esses rumos, desculpa, mas essa santidade deturpada, secularizada, que vale tudo, aceita tudo não existe nos 66 livros da minha bíblia. Medite, (1 Pedro 1.16). 

Sobre os ritmos e gêneros de música, se faz muita polêmica em torno do assunto, a defesa dos simpatizantes é que todos os ritmos foram criados por Deus, e devem ser usados para glorificá-lo. Na bíblia não tem nem um mandamento escrito, que não devemos ouvir determinado ritmo, contudo a bíblia não é feita somente de mandamentos, mas de princípios, e estes também servem para nos guiar, para uma vida santa... Aqui caberia o versículo já citado: julgai tudo e retende o que é bom. A verdade é que todos os ritmos (música) têm uma história atrás de si, um estilo e uma filosofia de vida, que não está de acordo com as Escrituras, mas os defensores dessa onda do “vale tudo” apóiam isso, porque são crentes (??) mundanos, que não tiveram seu caráter e suas vontades totalmente transformadas por Jesus. Procure conhecer a história desses ritmos, será que realmente foram criados por Deus? Ou por um “deus” travestido de “luz” que quer ver as igrejas cada dia mais mundanas e corrompidas? O rock, e o rock pesado têm muita influência de satanismo, o funk é conhecido pela sua forma depravada e devassa de apologia ao sexo, o rap também tem suas origens não bíblicas. Então será que é da vontade de Deus, que o cristão pegue essas porcarias mundanas e traga para dentro de suas igrejas, com o nome de “gospel” “evangélico” com a desculpa que é para adorar a Deus? Até mesmo sabendo que esses ritmos, principalmente o funk não é bem visto por muitos no meio secular. Levando em consideração todo o escândalo e a frieza que essa musica light traz a igreja, ainda é necessário um mandamento específico para isso? “Não ouviras rock.” “Não ouviras funk.” Lembra desses princípios... Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. (I Coríntios 6.12) Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual vem o escândalo. (Mateus 18.7) Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. (Filipenses 4.8) Será que determinadas músicas e ritmos passam pelo crivo da santidade de Deus? Será que o rock, funk é tão de boa fama assim? Para ser incorporado na nossa adoração a Deus? Traz alguma edificação? Ouvindo funk “gospel” você tem vontade de mexer o corpo ou adorar a Deus? Rock da espaço para você meditar nas coisas de Deus?

Olha se você sente a presença de Deus (Deus?) ouvindo isso aqui anônimo... (e etc.) http://www.youtube.com/watch?v=ktIaEh3IBV0&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=Saevfwl17w0 http://www.youtube.com/watch?v=fPzoDeJKNrA ... Sinto em dizer, que sua conversão é falha, você está precisando ter seus gostos regenerados e transformados. Assim como os “adoradores” citados acima. Que condizem bem com o nome que alguns se intitulam: adoradores extravagantes, que significa (esquisito, excêntrico, libertino, que se desvia das normas usuais do bom senso). Faz juz ao título. Porque um crente verdadeiro tem seus desejos transformados! E quanto à tatuagem, também não tem um mandamento específico, “não farás tatuagem”. Mas não deixa de ter princípios como estes... Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço; glorificai, pois a Deus no vosso corpo. (1 Coríntios 6.19) Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. Eu sou o Senhor. (Levítico 19.28) Circula por ai na internet que a igreja Renascer Praise, aderiu à tatuagem, começando pelos líderes e pessoas de alta importância desta aludida igreja. Nas tatuagens estão escritas... Renascer até morrer, e outras frases sobre renascer. Afinal o que eles querem dizer com isso? Que serão da igreja Renascer até morrer? Ou até morrer eles estarão renascendo em Jesus, transformando-se e, renovando? Está última tenho certeza que não é! Até um dos tatuados da igreja, disse que com sua tatuagem (Renascer até morrer), ele teria mais possibilidades de pregar o evangelho. Espera aí, me deixa rir, depois contínuo! Quer dizer então, que eu vou escrever “Jesus Salva o Pecador” nos meus braços, e não vou mais pregar o evangelho! Pra que? Já sou um evangelismo ambulante. Será que isso realmente muda vidas? Traz as pessoas para o evangelho? Ou será que é uma pessoa que passa perto de você com um semblante diferente (espelhando Jesus), alegre, e nessa vida você sente: Esse dever ser um servo (a) de Deus de verdade! Qual a possibilidade maior de ganhar uma alma para Jesus? Um barbudo, tatuado Renascer? Ou crente, decente, moderado e equilibrado, que faz a diferença? Pense! Antigamente as Pessoas pensavam em ser crente, porque tinha que abandonar muitas coisas. Hoje isso é o de menos isso, porque esse cristianismo fajuto que falsos mestres pregam, não tem renúncia, mudança. Tudo pode! Será que Deus também pensa assim? Com certeza não! Deus não mudou, nem sua Palavra! Através dos séculos a tatuagem tem sido vista e utilizada, como marca de pacto com deuses pagãos, para identificar um grupo, para ser usada como talismã, para expressar anarquismo e rebeldia, etc., e ainda vemos que hoje ainda não é bem aceita por todos, principalmente grandes empresas, a tatuagem não está ligada a bons princípios, boas maneiras. Talvez uma pessoa tatuada, pode ser até mais honesta que alguém que anda “alinhado”, só que mesmo assim, ela não é bem vista. Até porque quando uma pessoa te olha, ela não vê o que está no interior do seu coração, vê o exterior, e sem querer, acaba tendo um preconceito ou julgamento, a partir da forma como que você se porta. Isso todo mundo faz! Então um cristão que almeja fazer a vontade de Deus, andar na contramão do mundo, fazer a diferença, viver em santificação e que conhece as origens não decentes da tatuagem, vai querer desagradar a Deus? Não! Vai procurar ser santo em tudo, evitar o mal e a APARÊNCIA do mal... Deus é santo, exige santidade. A única marca que você deve ter, é a marca de Jesus na sua vida! E está naturalmente vai refletir, em seus olhos, no seu sorrir, no seu andar, no seu falar... Com certeza com a marca de Jesus, você vai ter muito mais possibilidade de ganhar almas. E o mundo verá que você é realmente diferente! Que Deus te abençoe. Paz. LAIS-PR 

Postagens mais visitadas deste blog

MASTURBAÇÃO FEMININA

POR QUE NÓS CRISTÃOS DEVEMOS SER DIFERENTES?

COMO ASSIM OS TÍMIDOS NÃO HERDARÃO O REINO DOS CÉUS?